SICOS

Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviço

Santa Catarina é o estado com menor número de domicílios que recebem rendimentos de programas sociais

Foto: Eduardo Valente/SECOM

Os percentuais de domicílios catarinenses que receberam rendimentos provenientes de programas sociais, como Bolsa Família/Auxílio Brasil e o Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência (BPCLOAS) continuaram sendo os menores entre as Unidades da Federação em 2022. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.

De acordo com os dados, por exemplo, o percentual de domicílios catarinenses em que alguém recebeu rendimentos do programa Bolsa Família foi de 3,7%, bem abaixo da proporção nacional, de 16,9%. Segundo o IBGE, as maiores proporções de domicílios em que alguém recebeu o benefício foram no Maranhão (40,7%) e Piauí (40,3%).

Para o governador Jorginho Mello, a prosperidade de negócios com abertura de empresas e disponibilidade de vagas de trabalho contribuem para esses dados. “A liberdade econômica em nosso Estado permite um ambiente de negócios favorável, com uma maior segurança jurídica e, consequentemente, geração de empregos. E vamos continuar trabalhando para criar novas oportunidades aos catarinenses. O objetivo principal é melhorar a vida das pessoas, por meio da elevação do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano)”, enfatiza.  

Para o secretário da Indústria, do Comércio e do Serviço, Silvio Dreveck, a facilidade para a abertura de empresas também é um ponto importante que contribui para esses dados. “Só em 2023, até 23 de maio, SC abriu 48 mil empresas, resultado de 91.933 constituições e 43.552 baixas. A nossa Junta Comercial é 100% digital, uma facilidade para o empreendedor. O povo catarinense é trabalhador e sempre busca novas oportunidades de negócios. Estamos otimistas e o objetivo é aumentar a abertura de empresas até o final do ano”, destaca. 

Conforme os dados do Caged, o Nordeste do Brasil concentra o maior número de beneficiários do Bolsa Família, são mais de 9,7 milhões de famílias nos nove estados. Em Santa Catarina  são 234 mil beneficiários.

Assessoria de Comunicação da Indústria, do Comércio e do Serviço
Pablo Mingoti | comunicacao@sde.sc.gov.br