SICOS

Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviço

Comitiva da Sicos embarca para o Chile em Missão Empresarial que pretende promover cultura exportadora das micro e pequenas empresas do Estado

Foto: Reunião realizada semana passada para alinhar os preparativos da missão empresarial/ divulgação Sicos

No terceiro trimestre de 2023, o Chile foi o 5° país que mais comprou produtos de Santa Catarina e o 3° que mais enviou insumos para o Estado, segundo dados do Observatório Fiesc. Para também fortalecer essa parceria econômica, o Governo de Santa Catarina, a Univali e 25 empreendedores estão participando de uma missão empresarial no país vizinho. A comitiva da Secretaria da Indústria, do Comércio e do Serviço, que está na missão, é formada pelo diretor de micro e pequenas empresas, Fabiano Ceretta, a gerente de microempreendedor individual, Laryssa Schmitz, e o gerente de Micro e Pequenas Empresas, Guilherme Papini.

O objetivo da Missão é iniciar um diálogo e parceria com o país para o programa SC-Export, que terá como meta promover e impulsionar o comércio exterior para micro e pequenas empresas catarinenses. A comitiva da Sicos vai participar de reuniões lideradas pela vice-governadora, Marilisa Boehm. De acordo com ela, a iniciativa é uma oportunidade não só para incentivar a relação comercial com o Chile, mas também para fortalecer empresas de Santa Catarina. “Vamos acompanhá-los para prospectar oportunidades de aumentar nossas exportações para o Chile, um país que vem elevando nos últimos anos a busca por produtos brasileiros”, comentou.

A missão empresarial será composta por seminários técnicos, rodadas de negócios, reuniões com possíveis compradores chilenos, além de oportunizar que as empresas participantes explorem as práticas de mercado no Chile.

Para o diretor de Micro e Pequenas Empresas da Secretaria da Indústria, do Comércio e do Serviço (SICOS), Fabiano Ceretta, esse projeto de exportação é muito importante para o Governo, dado ao desafio que se tem para inserir as micro e pequenas empresas na pauta de exportação de Santa Catarina. “Hoje, no montante do valor exportado, somente 4% são representados pelas micro e pequenas empresas. Então, há um desafio enorme em nós apoiarmos e ampliarmos essas parcerias que vêm para somar o desenvolvimento do Estado.”

O gerente de Micro e Pequenas Empresas, Guilherme Papini, complementa ainda que “O Brasil já possui uma legislação para simplificar a exportação das micro e pequenas empresas, o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. A lei permite um regime diferenciado para a exportação de bens e serviços, como procedimentos para habilitação, licenciamento, despacho aduaneiro e câmbio simplificados”, explica.

Já a gerente de microempreendedor individual, Laryssa Schmitz, diz que mesmo com a legislação, há um enorme desafio a ser vencido. “Muitas microempresas e empresas de pequeno porte não possuem conhecimento dessa possibilidade, além da falta de um planejamento estratégico. Por isso, o governo está trazendo esse programa SC- Export para orientar os donos de negócios”.

Texto: Pablo Mingoti

Assessoria de Comunicação da Indústria, do Comércio e do Serviço
48 98864‑3741‬ | comunicacao@sicos.sc.gov.br